ESCÂNDALO: A Argentina VENDEU o Superclássico! #fato

Fato comprovado:

A Argentina VENDEU o Superclássico. Os jogadores titulares argentinos foram avisados, às 10:00 do dia 11 de Outubro (hoje, dia do jogo, horário chinês), em uma reunião envolvendo o Sr. Julio Grondona (na única vez que o presidente da AFA compareceu a uma preleção da seleção, mesmo que em espírito), o Técnico Tata Martino, o Sr. Henrico Gonzales, supervisor da seleção, e o Sr. Ronald Rhovald, representante da patrocinadora Adidas. Os jogadores reservas permaneceram em isolamento, em seus quartos ou no lobby do hotel.

A princípio muito contrariados, os jogadores se recusaram a trocar o Superclássico para amenizar o ambiente político no país rival. A aceitação veio através do pagamento total dos prêmios, US$70.000,00 para cada jogador, mais um bônus de US$400.000,00 para todos os jogadores e integrantes da comissão, num total de US$ 23.000.000,00 vinte e três milhões de dólares) através da empresa Nike e Adidas, a partir de um pedido de Dilma Rousseff e Aécio Neves, em uma clara aliança pró-Brasil.

Além disso, os jogadores que aceitarem o contrato com a empresa Adidas nos próximos 4 anos terão as mesmas bases de prêmios que os jogadores de elite da empresa, como o próprio Messi, Zidane da França, Di Maria da Argentina e Kaká, também do Brasil.

Mesmo assim, Messi se recusou a jogar, o que obrigou o técnico Tata Martinez a escalar o jogador Aguero, dizendo que Messi estava com problemas no joelho esquerdo (em primeira notícia divulgada às 10:30 no centro de imprensa) e, logo depois, às 11:15, alterando o prognóstico para problemas estomacais).

A sua situação só foi resolvida após o representante da Adidas ameaçar retirar seu patrocínio vitalício ao jogador, avaliado em mais de US$290.000.000,00 (duzentos e noventa milhões de dólares) ao longo da sua carreira.

Assim, combinou-se que a Argentina seria derrotada durante a prorrogação, porém a apatia que se abateu sobre os jogadores titulares fez com que o Brasil, que absolutamente participou desta negociação, marcasse, em duas falhas simples do time argentino, os dois gols da partida.

O Sr. Joseph Blatter, novo presidente da Fifa, cidadão franco-suíço, aplaudiu a colaboração da equipe argentina, uma vez que a derrota no Superclássico trará equilíbrio ao Brasil pós-Copa, num momento das mais altas taxas de desemprego jamais registradas no país, que serão agravadas pela recente introdução do novo comando no poder, qualquer que seja o resultado (Dilma ou Aécio).

Garantiu, também, ao Sr. Julio Grondona, um desencarne sossegado, sem passagem pelas terras do Coisa-Ruim.

Passem esta mensagem para o maior número possível de pessoas, para que todos possam conhecer a sujeira que ronda o futebol!

E tem mais, nesse acordo ficou definido que o Fluminense (patrocinado pela CBF e Adidas) nunca mais seria rebaixado, além do Palmeiras (também Adidas), claramente beneficiado em suas últimas partidas, do qual foi vencedor. Agora é só observar todos os envolvidos nessa nebulosa negociação.

Agora é só aguardar para ver o resultado.

Porque será que o DUNGA está com toda essa euforia???

Fonte: Petrópolis

Anúncios

~ por felldesign em outubro 11, 2014.

Uma resposta to “ESCÂNDALO: A Argentina VENDEU o Superclássico! #fato”

  1. Não bastassem os Brasileiros de #mimimi , agora temos pseudos-brasileiros com #mimimi pró ARGHtiminho, chora na cama Fellipe, 20 e tantos anos sem vencer algo que preste com essa seleção, no próximo “amistoso” vcs ganham!! #TÁFODAMORRERNAPRAIA huahsuahsuahsuahsuahsuahsuahsaushaushausuasha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: